COVID-19 - Normas e procedimentos - actualizado a 25/03/2020

O Governo Regional determinou novas medidas, impondo as respectivas normas:

ACESSO PRIORITÁRIO

Considerando que a Resolução n.º 121/2020, de 19 de março, estipula que as viaturas têm de circular com 1/3 da lotação máxima, e considerando ainda que foi determinada a interdição de deslocações a todas as pessoas que não estejam justificadas pelos motivos elencados na Resolução n.º 121/2020, de 19 de março, aproveitamos esta oportunidade para vos comunicar que, sempre que se mostrar necessário, o embarque de passageiros pode ser efetuado com acesso prioritário àqueles que se deslocam por motivos profissionais e apresentem passe social.

Resoluçao nº 121/2020:

Sem prejuízo do que infra se estabelecer:
a) Determinar o confinamento de todas as pessoas ao respetivo domicílio, entendendo-se por domicílio, para além do local da respetiva residência habitual, os quartos de hotel, os apartamentos dos aparthotéis ou os alojamentos locais onde se encontrem alojados.
b) Determinar a interdição de deslocações a todas as pessoas e de permanência na via pública que não sejam justificadas pelo seguinte:
• Desempenho de atividades profissionais que exijam deslocações entre o domicílio e o local de exercício da atividade profissional, quando essenciais para o exercício de atividades que não podem ser organizadas na forma de teletrabalho ou viagens profissionais que não podem ser diferidas;
• Determinadas pela necessidade de obter cuidados de saúde;
• Determinadas pela necessidade de aquisição de bens alimentares, de produ- tos farmacêuticos e produtos de primeira necessidade;
• Determinadas pela necessidade de adquirir produtos agrícolas, hortícolas e silvícolas;
• Determinadas pela necessidade de executar atividades agrícolas, nomeada- mente relacionadas com rega e outras, sazonais, que exijam que sejam executadas durante este período;
• Determinadas pela necessidade de alimentar animais, incluindo os de estimação;
• Determinadas pela assistência a terceiros que dela careçam;
• Determinadas pela necessidade de deslocação, em caso de urgência, a instituições financeiras e seguradoras, bem como a estações de correios;

Solicitamos que os jovens em idade escolar e os idosos, caso se enquadrem em algum dos pontos acima mencionados, utilizem somente o transporte publico de passageiros, em periodos com menos utilização, dando assim condiçoes a quem trabalha, para se deslocar de forma mais segura, para os seus empregos e regresso a casa.

 

PROCEDIMENTOS

Pedimos aos utilizadores do transporte público que só se desloquem no autocarro em caso extrema necessidade.

Apelamos ao civismo ao bom senso, contribuindo para a redução da interação com o motorista, pois queremos servi-lo mas também solicitamos a sua ajuda pelo zelo da saúde dos nossos motoristas e colaboradores ao balcão.

No autocarrro, as duas primeiras filas dos bancos da frente, de ambos os lados, estão interditas aos clientes.

De preferência, aguarde pela sua viagem, no exterior

 

 

 

 

 

SAM Madeira Bus